Por unanimidade, e acatando parecer do Ministério Público Eleitoral, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), cassou na sessão desta sexta-feira, dia 30, o registro de candidatura do ex-prefeito Adenilson Reis (PMDB), que tentava voltar a concorrer à Prefeitura de Nova Olinda do Norte.

Ele havia conseguido registrar candidatura no último dia do prazo da Justiça Eleitoral depois de obter uma liminar judicial.

Na sequência, Adenilson retirou o vice da coligação, Dr. Raad (PPL), por exigência da lei, já que ele não tinha cumprido o tempo mínimo de filiação ao partido, o que acabou sendo derrubado depois.

Leia mais

TSE libera candidatos no Madeira; um está pendente em Nova Olinda

Adenilson, que foi prefeito da cidade durante oito anos, em dois mandatos consecutivo (2005-2008 e 2009-2012), é “ficha-suja” no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e teve também prestações de contas de dois anos de sua gestão reprovadas na Câmara Municipal de Nova Olinda.

Leia mais

STF enterra candidaturas de prefeitos com contas reprovadas

Foto: Reprodução/Facebook e TRE-AM