Os crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito da operação Zelotes, da Polícia Federal, foram os motivos da quarta denúncia contra o ex-presidente Lula da Silva (PT). A decisão é do juiz amazonense Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal.

Lula teria participado de negociações suspeitas para compra de aviões-caças suecos e da venda de medida provisória para prorrogar incentivos fiscais de montadoras de veículos. Nesse negócio, seu filho Luís Cláudio teria levado R$ 2,5 milhões.

Desta vez, Lula foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) junto com o filho Luiz Cláudio Lula da Silva.

Segundo o G1, o MPF afirma que o ex-presidente recebeu dinheiro por intermédio do filho, e Lula, por sua vez, tornou o filho “um milionário em um intervalo de apenas nove meses”.

De Brasília já saíram três denúncias da Justiça Federal contra o ex-presidente. A outra é na esfera da operação Lava Jato.

Lula é réu também por suposta participação na compra do silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, por tentar impedir o trabalho da operação Lava Jato e pela acusação de receber R$ 3,7 milhões da Odebrecht.

Com informações da Agência Brasil.

Foto: Reprodução/TV