O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes pode voltar para a prisão na próxima terça, dia 25. Basta que assim decida a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) revogando decisão monocrática do ministro Marco Aurélio Mello.

Esse pedido foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quarta. Bruno foi solto em 21 de fevereiro quando cumpria pena de 22 anos de prisão pelo assassinato e sumiço do corpo de Elízia Samudio, mãe de seu filho.

O relator do caso é o ministro Alexandre de Moraes.

Na volta ao futebol, Bruno cometeu pênalti, levou cartão amarelo e seu time, o Boa Esporte-MG, apenas empatou com o Uberaba pela segunda divisão do Campeonato Mineiro, no dia 8.

Leia mais no portal da Veja.

 

Foto: Reprodução/TV Globo