A Folha de S.Paulo esquentou em sua edição desta segunda-feira, dia 8, desta vez como manchete do dia, um velho ataque que há muito faz contra a Zona Franca de Manaus (ZFM).

Trata-se de uma crítica contra a política fiscal do governo federal que mantém programas, principalmente industriais, em todo o país.

O jornal fala de todos, mas a intenção de colocar o parque industrial amazonense em evidência fica claro quando diz que os incentivos fiscais da ZFM não têm data para acabar, sem, contudo, dizer que o modelo tem data para se encerrar em 2073.

Também não cita os programas de incentivos fiscais que abastecem o estado de São Paulo, como os bilhões que fazem funcionar o Inovar-Auto, programa de produção de automóveis.

A conhecida perseguição do Sul-Sudeste por meio da imprensa paulista nivela a ZFM, um modelo de desenvolvimento econômico com abrangência não só no Amazonas, mas em toda a região amazônica, a “programas sem gestores”.

Esses programas são aqueles criados na caneta pelo governo para atender até mesmo pessoas físicas, como cita a própria Folha.

Leia a matéria da Folha.

 

Foto: EBC