O governo do Amazonas começou a transferir nesta quarta-feira, dia 11, 17 detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e da Unidade Prisional do Puraquequara, em Manaus, onde foram mortos na semana passada 60 presidiários. Também foram retirados presos do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat).

Os homens, que serão levados a unidades federais que ainda não foram divulgadas, são lideranças da facção Família do Norte (FDN), que ordenou o massacre nas cadeias. Entre os que deixarão o Estado estão presos classificados como “xerifes” da organização, que coordenavam a atividade criminosa dentro das penitenciárias, além de pessoas acusadas de assassinatos em nome da facção e traficantes da região de fronteira.

Ao menos quatro dos 17 já haviam sido identificados pela Polícia Federal na Operação La Muralla há dois anos, que desarticulou parte da quadrilha. No relatório da investigação, é dado destaque para Márcio Ramalho Diogo, o Garrote, transferido nesta quarta, descrito como “perigoso membro da FDN, com diversos antecedentes criminais e reconhecido no mundo do crime pela extrema violência e crueldade com que atua”.

Segundo a PF, ele era um “xerife” no Compaj, homem de confiança de outro integrante da cúpula, Carlos César Libório, o Cubiu. A investigação mostrou que Diogo era responsável pelo transporte de grandes cargas de drogas da fronteira para Manaus, tendo sido preso em abordagem policial.  Ele, de acordo com a polícia, executava ordens e fazia cumprir as regras de disciplina imposta pelas lideranças, “sendo inclusive o responsável por aplicar penas aos detentos que variavam de lesões graves ao homicídio”.

Na cadeia, a PF disse que ele se converteu em braço direito de José Roberto Roberto Fernandes Barbosa, o Pertuba, um dos criadores da FDN. Veja a reportagem completa no Estadão.

 

Confira a lista:

Transferidos do Ipat

1 – Wilson Guimarães Fernandes
2 – Fábio Palmas de Souza
3 – Lenon Oliveira do Carmo
4 – Heliuton Cabral do Carmo
5 – Eduardo Queiroz Araújo

Transferidos do Compaj

6 – Demétrio Antônio Matias
7 – Marcio Ramalho Diogo
8 – Janes do Nascimento Cruz
9 – Cláudio Dyan Felizardo Belfort
10 – André Said de Araújo
11 – Florêncio Nascimento Barros
12 – José Bruno de Souza Pereira
13 – Gileno Oliveira do Carmo
14 – Reginaldo Muller Neto
15 – João Ricardo Santos da Costa

 

Fonte: Agência Estado

 

Foto: Reprodução/ Valdo Leão/AFP