O jornal Folha de S.Paulo fez hoje, dia 9, novo ataque à política fiscal que mantém em pé, ainda que precariamente, a Zona Franca de Manaus (ZFM), modelo que é o principal esteio da economia do Amazonas.

A ofensiva, desta vez, teve o verbo conjugado em primeira pessoa pelo próprio jornal ao escrever um editorial com o título “Sem fim, sem fins” e ilustrado, na versão eletrônica, com uma foto de um avião cargueiro vazio.

A campanha de opinião pública contra o modelo de desenvolvimento regional, que já é antiga, ficou ostensiva nesta semana porque ontem o impresso paulista também publicou matéria na qual critica a ZFM.

E novamente o jornal da imprensa paulista omite programas do governo federal instalados em São Paulo que também se beneficiam da renúncia fiscal e nada contribuem para o desenvolvimento das regiões mais distantes do centro do poder e mais pobres do país, como o Norte e o Nordeste.

Causa estranhamento que até o início da manhã desta terça, segundo dia consecutivo de ataques da Folha de S.Paulo, nenhuma voz do Amazonas tenha reagido. Nem Governo do Estado, nem Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), nem entidades empresariais e nem as bancadas parlamentares da Assembleia Legislativa (ALE-AM) e Congresso Nacional.

Leia o agressivo editorial da Folha.

 

Leia mais

Fieam quer que Dória faça Alckmin e S. Paulo pararem de perseguir ZFM

Indústria da ZFM teve melhor produção do país no bimestre

Wilker contesta Folha de S. Paulo com números oficiais da ZFM

Com velho argumento, Folha de S.Paulo volta a atacar ZFM

Foto: Divulgação/Secom