Na disputa do segundo turno da eleição suplementar a governador do Amazonas, o candidato Amazonino Mendes (PDT) derrotaria o adversário Eduardo Braga (PMDB) com uma vantagem de 30% dos votos válidos.

Amazonino teria 65% contra 35% de Braga, segundo pesquisa da empresa DMP/Tiradentes, publicada na madrugada deste sábado, dia 12.

Na apuração da votação do dia 27 deste mês, os votos nulos e brancos seriam 24% dos mais de 2,33 milhões de eleitores aptos para o pleito. Os que se declararam indecisos somaram 6%.

Considerados esses números no estudo, com brancos e nulos, a vantagem de Amazonino é de 21 pontos percentuais. Ele teria a preferência de 45% do eleitorado e Braga ficaria com 24%.

Pela pesquisa da DMP/Tiradentes, a primeira depois da votação do dia 6 de agosto, Amazonino venceria hoje tanto na capital (48 a 26%) quanto no interior (43 a 23%).

 

Sobre a pesquisa

A DMP/Tiradentes cravou o resultado do primeiro turno, em estudo comandado pelo estatístico Érico Jander da Silva Lopes, que assina esta pesquisa, registrada no TSE com a inscrição AM-07699/2014.

A margem de erro é 2,8% para os resultados dos candidatos, para mais ou para menos, ouvidos 1.204 eleitores na capital e no interior, de 7 a 11 de agosto.

Confira a pesquisa completa no Blog do Ronaldo Tiradentes.

 

Foto: Reprodução_DMP/Tiradentes