Os compositores da banda da Bica mudaram a letra da marchinha-tema de 2017, mas não o alvo da crítica bem-humorada.

O bordão que viralizou na campanha eleitoral de 2016, de que “tem dinheiro, dá pra fazer”, do candidato Marcelo Ramos (PR), foi deixado de lado, para focar no “Arthurzão”, tratamento dado ao prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), por seus eleitores.

Seu envolvimento na operação Lava Jato é a motivação central da marcha de carnaval da tradicional banda de Manaus. Ele é citado no escritório da propina da Odebrecht.

O grito de abertura da marcha já dá o tom: “A Lava Jato vai te pegar”. E prossegue dizendo que o prefeito vai conseguir uma suíte em Bangu.

Enquanto isso, “o povo continua a entrar na Bica”, acreditando em asfalto à véspera de eleição.

Confira o samba 2017, em primeira mão:

 

Ouça a primeira versão da marcha da Bica para este ano:

 

Foto: Reprodução/portal MS