Nesta sexta, dia 10, o ex-deputado estadual Marcelo Ramos (PR) finalmente concordou com muitos dos seus amigos que disseram que ele fez um péssimo negócio ao se aliar ao senador Eduardo Braga (PMDB) na campanha eleitoral a governador tampão deste ano.

“Não dá para negar o óbvio”, afirmou.

A declaração foi ao portal Amazonas Atual, ao reconhecer que perdeu capital político e votos após o pleito.

Na entrevista, Marcelo lamenta não ter tido o apoio do seu partido para ser candidato cabeça de chapa, mesmo aparecendo bem nas pesquisas prévias.

Segundo ele, o partido preferiu seguir o plano de eleger senador em 2018 o deputado Alfredo Nascimento, presidente estadual, “conforme combinado em 2016”, disse.

Marcelo sugere que houve uma “conspiração” entre os políticos tradicionais para tirá-lo da disputa a governador tampão.

“Isso eles conseguiram, e por conta disso, conseguiram colocar no segundo turno Amazonino e Eduardo”, afirmou.

A partir dessa entrevista, Marcelo sinalizou que dificilmente uma aliança com Braga para a disputa ao governo se repetirá. Diferentemente do que afirmara logo após a apuração das urnas em agosto:

“Não há mais chance de nós não partirmos para um projeto de 2018 sem o diálogo em torno dessa aliança que nós construímos”, afirmou.

Leia a entrevista, na íntegra, no Amazonas Atual.

 

Leia mais

Marcelo se explica a amigos enquanto vídeos viralizam na net

Marcelo Ramos afirma que chapa com Braga está fechada para 2018  

Foto: BNC