O governador Amazonino Mendes (PDT) fez um trocadilho bem-humorado com a operação Maus Caminhos, que levou ex-governador e ex-secretários para a cadeia, quando disse que como chefe de governo tem obrigação de combater os “maus costumes”.

Ele fazia uma reflexão sobre como será o seu governo em ano de eleições majoritárias no país e disse que se um ato de sua gestão for identificado com viés político, eleitoreiro, terá sido porque ele sofreu muita pressão para isso.

“Pressões que teriam ido além das minhas forças”, disse.

Segundo ele, acabou “aquele outro tipo de política, aquela politicalha, do compadrio, ajeita aqui, ajeita ali. O povo cansou”.

Provocado por uma repórter a falar sobre qual será seu papel nas eleições 2018, Amazonino respondeu:

“Honestamente, é o que menos penso. Tanta coisa para me preocupar que não cabe espaço para eu ficar pensando em política”.

 

Foto: BNC