Em reunião com os presidentes de tribunais de Justiça de todo o país nesta segunda, dia 4, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, deu um ultimato para que em 48 horas mandem as planilhas com informações dos salários dos magistrados.

A magistrada disse que todos receberam essa planilha no dia 20 de outubro e até ontem alguns presidentes de cortes ainda não tinham cumprido a determinação.

Cármen Lúcia alertou que pode cobrar judicialmente o cumprimento dessa ordem.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), que manifestou em nota que os salários dos magistrados do estado estão de acordo com a lei, aparece entre as cortes que já mandaram a informação à ministra, assim como o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas e Roraima).

Saiba mais em O Globo.

 

Leia mais

TJ-AM contesta O Globo e diz que salários estão dentro do teto

Foto: Divulgação/STF