A promotora titular do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) em Parintins, Carolina Maia, pediu à Justiça que o ex-prefeito de Parintins Alexandre da Carbrás (PSD) seja preso por ter apropriado ilegalmente de documentos públicos originais no início de 2017, quando já não era mais o chefe do Executivo.

De acordo com o pedido da promotora, a sentença contra Carbrás pode até ser de prisão em regime fechado.

Outros indícios de irregularidades e denúncias na gestão do ex-prefeito estão sob investigação do MP-AM em Parintins. A apropriação ilegal dos documentos é apenas um deles.

Documentos originais da prefeitura foram achados na casa do ex-prefeito durante cumprimento de mandado de busca e apreensão (foto). O local é conhecido como “Empório dos Colchões”.

Carbrás disse ao site Repórter Parintins que vai se defender assim que for notificado.

 

Leia mais

Para Carbrás, busca e apreensão em Parintins é perseguição política do prefeito

Negado a Carbrás novo julgamento de contas da gestão em Parintins

Foto: Reprodução/Repórter Parintins