O Fundo de Promoção Social (FPS) divulgou hoje, dia 20, um balanço dos 40 dias da expedição do barco PAI “Todos pela Vida” pelo rio Juruá. Foram realizados mais de 30 mil atendimentos em cidadania e saúde.

Nesta sexta, a missão de assistência social do Governo do Amazonas chega ao município de Ipixuna, a mais de 1.300 quilômetros de Manaus, onde fica por duas semanas, depois de passar por Envira e Guajará.

De acordo com a presidente da FPS, a primeira-dama do estado Edilene Oliveira, a missão itinerante do barco PAI presta mais de 30 serviços e os mais procurados são os da área médica.

“Novidades na saúde da mulher, como o preventivo da citologia em meio líquido, que é mais moderno e eficaz no diagnóstico de lesões pré-cancerosas no colo do útero, estão em alta. Os exames são parte da estratégia do governo de reduzir o número de casos de câncer, o tipo que mais mata mulheres amazonenses”, afirmou.

Outros serviços são de ultrassonografia, médicos generalistas, dentista e oftalmologista. De 900 pessoas atendidas com problemas na visão, 221 ganharam óculos e outros 284 estão sendo confeccionados para doação.

Na área de cidadania, a missão da FPS emitiu mais de 1,2 mil documentos de identidade, além de CPF, carteira de trabalho e a RG indígena, o Rani.

Edilene destaca também a missão extra do barco PAI, que é identificar pessoas com deficiência que necessitem de cadeiras de rodas, bengalas e muletas.

 

Foto: Divulgação/Secom