Na 270ª reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), realizada nesta terça, dia 14, todos os 28 projetos de investimento da pauta foram aprovados, incluindo os destinados a municípios.

Em Manacapuru, a empresa Agropecuária Exata apresentou proposta de R$ 2 milhões para beneficiamento de peixes.

A Indústria e Comércio de Pescado teve projeto aprovado também para trabalhar com peixes, com investimentos de R$ 3 milhões em Tonantins.

No polo industrial da Zona Franca de Manaus, se destacaram os projetos de R$ 124 milhões da Callidus Comércio e Serviços de Placas, para a fabricação de terminal de ponto de venda (sistema de pagamento online), e de R$ 11 milhões da Verde Bike da Amazônia, para produzir bicicletas elétricas, além dos R$ 15 milhões da Universal Componentes para fabricação de esteira rolante elétrica e equipamentos de ginástica para musculação.

Com esta quinta reunião do ano, a primeira da gestão do governador Amazonino Mendes (PDT), o Codam chega a 148 projetos aprovados, com uma previsão de investimento acima de R$ 6,1 bilhões e de criação de mais de 4 mil vagas de trabalho.

Para o secretário de Planejamento do governo, Estevão de Paula, isso demonstra que o Amazonas continuou despertando interesse do mercado mesmo em período de retração econômica.

Amazonino prometeu aos empresários que o governo trabalha para garantir aos investidores mais segurança e um melhor ambiente empresarial.

O Codam é responsável pela política de incentivos fiscais do Governo do Amazonas e reúne 18 representantes de diversos setores, como Suframa, Prefeitura de Manaus, Federação e Centro das Indústrias do Amazonas (Fieam e Cieam), sindicatos de trabalhadores e órgãos de fomento e pesquisa.

 

Foto: Divulgação/Secom