A maternidade Balbina Mestrinho, em Manaus, selecionada pelo  Ministério da Saúde para integrar o Apice On – Aprimoramento e Inovação no Cuidado e Ensino em Obstetrícia e Neonatologia em Hospitais com Atividades de Ensino, sedia nesta quinta, dia 7, a apresentação dos detalhes da implantação desse projeto.

Segundo a diretora-geral da Balbina Mestrinho, Rafaela Gomes Silva (foto abaixo), essa apresentação vai servir para que o corpo técnico da maternidade estadual conheça as bases do projeto visando a sua implantação.

Temas do Apice On, como atenção e cuidado com o parto e o nascimento, planejamento reprodutivo pós-parto e pós-aborto, atenção às mulheres em situações de violência sexual e aborto legal, são de interesse da qualificação dos profissionais da maternidade.

A coordenadora de Ensino e Pesquisa da Balbina Mestrinho, Sônia Couto Balbi, que integra o grupo local do Apice On, explicou que o projeto busca introduzir mudanças que integrem nas maternidades a formação, a atenção e a gestão.

Ela informou que o Apice On escolheu a Balbina Mestrinho como uma de quatro maternidades prioritárias do país para torná-la referência a partir da qualificação das suas atividades.

O objetivo do projeto, que vai atuar também em 96 hospitais que desenvolvem atividades de ensino, como os universitários, é combater o que é apontado como responsável pela crise na saúde pública brasileira: a distância entre a universidade, os serviços e a comunidade.

O Apice On, iniciativa do Ministério da Saúde, é executado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com vários órgãos e instituições, como a Secretaria de Saúde (Susam) do Governo do Amazonas.

O evento de apresentação do Apice On é às 9h, no auditório da Balbina Mestrinho.

 

Rafaela Silva, diretora-geral da Balbina

 

Fotos: Reprodução/Blog do Ronaldo Tiradentes