Da Redação

 

O professor de Direito Eleitoral do Ciesa e um dos mais respeitados e antigos analistas judiciários do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Leland Barroso, em vídeo que circula nas redes sociais, afirma que votos brancos, nulos e as abstenções não servem para nada, nem mesmo para  protesto.

Leland Barroso, que é mestre em Direito Eleitoral pela Universidade Federal de Santa Catarina, explica que é lenda a informação de que o pleito é anulado caso mais de 50% dos eleitores votarem branco ou nulo.

“Isso não é verdade. Voto branco, voto nulo, abstenção não influencia absolutamente nada na matemática da eleição. Não é voto de protesto. Alguém será eleito”, afirmou

No vídeo, o professor explica que só quem pode anular uma eleição é a justiça eleitoral dentro dos parâmetros previstos em lei. “Só quem pode anular a eleição é a justiça eleitoral através de uma ação própria. Então, voto branco e nulo não contam para absolutamente nada. Não é voto de protesto”, disse.

Para Leland, o eleitor tem mais a ganhar exercendo a cidadania do voto e da cobrança de resultados do eleito. “É muito mais vantagem escolher um candidato, votar nele e depois cobrá-lo”.

 

Braga põe Wanderley Andrade em campanha contra votos nulos