A última pesquisa sobre a sucessão municipal em Coari, feita pela empresa Pontual ontem e hoje, dia 30, diz que Adail Filho (PP), de 25 anos, filho do ex-prefeito Adail Pinheiro, deverá ser eleito ao cargo com uma votação histórica, levando sua irmã, Mayara Pinheiro (PMDB), como vice.

Ele aparece com 60% das intenções de voto nesse estudo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número AM-01452/2016, que ouviu 381 eleitores. Em relação à pesquisa anterior, houve uma ligeira variação negativa de um décimo, já que em 21 de setembro ele aparecia com 60,1% das intenções.

Caso o cenário fotografado pela pesquisa seja confirmado neste domingo, dia 2, Adail receberá votação maior do que a de seu pai, que foi eleito em 2012 com 43,01% dos votos, mas teve o mandato interrompido no início de 2014, quando foi preso acusado de exploração sexual.

O segundo colocado da disputa, de acordo com a Pontual, é Raimundo Magalhães (Pros), prefeito que sucedeu Adail Pinheiro. Ele aparece com 15,92% das intenções de voto, 3,7 pontos percentuais menor do que o índice obtido na pesquisa anterior.

No afunilamento da corrida eleitoral, os outros três candidatos em Coari tiveram queda. Mil Mitouso (PR) aparece com 7,16%, no estudo anterior tinha 8,14%; Orlando Nascimento (PMN) é o quarto colocado e está com 1,59%, contra 4,2% da pesquisa passada; Luiz Gordo (PPS) figura com 1%; na pesquisa anterior ele tinha 2,89%.

A pesquisa diz que o número de indecisos é de 12,47%; na anterior era 1,84%, afirmou a Pontual.

Veja o relatório

 

Foto: Reprodução